ADICIONANDO O PRODUTO AO CARRINHO

BLOG

Suas férias merecidas estão chegando e você está se preparando para a tão esperada viagem. E claro que, na programação cheia de atrações turísticas, você também vai querer incluir experiências cervejeiras, não é mesmo? Inúmeras cervejarias oferecem visitas guiadas, degustações especiais e até museus, para a alegria dos turistas cervejeiros. Para te ajudar a planejar seu roteiro cervejeiro e aproveitar ao máximo as visitas às cervejarias, preparamos algumas dicas de ouro. Confira!

 1.       PESQUISE

Parece óbvio que o primeiro passo seja pesquisar o que há de turismo cervejeiro na região. Mas as informações nem sempre são fáceis de encontrar, principalmente se você estiver indo para uma cidade pequena no interior da Bavária, por exemplo. Por isso abuse dos reviews e dicas online em sites de viagem e faça uma lista de todas as recomendações que encontrar. Descubra as palavras-chave no idioma do país em questão para fazer uma busca em que nem aquela cervejaria local minúscula fique fora do seu radar.

 2.       INFORME-SE

A maioria das cervejarias que oferecem visita guiada tem as informações no seu próprio website, porém elas geralmente tem restrição de dias e horários, ou requerem quantidade mínima de pessoas para um tour. Algumas oferecem horários diferentes para tours em inglês e no idioma local. Aqui é a parte em que você terá que conciliar os seus planos de viagem com os dias/horários oferecidos. Se for impossível conciliar, envie um e-mail perguntando se é possível fazer uma exceção para você e seu grupo – muitas vezes isso funciona! E não deixe de fazer uma reserva, para ter a certeza de que seu lugar estará garantido.

 

3.       PLANEJE-SE

Com a(s) reserva(s) feita(s),  é hora de planejar os detalhes. Preste atenção se é necessário chegar na cervejaria com certa antecedência, ou se existem regras ou recomendações. Outra dica de ouro é planejar os gastos, e isso inclui a visita (que na maioria das vezes é paga), as cervejas que você pretende comprar e os souvenirs nas lojinhas. Leve em consideração que é possível que eles não aceitem cartão de crédito. E, se você já sabe que vai enlouquecer nas compras, leve uma mochila.

Também é importantíssimo planejar sua rota e entender qual o melhor meio de acesso à cervejaria. Lembre-se de que você vai querer degustar (muitas) cervejas e, por isso, dirigir não é uma boa escolha. Dê uma olhada no mapa e descubra se ali perto não há um bar ou museu que valha a pena visitar também.

 4.       EXPLORE

Ao chegar na cervejaria, é hora de relaxar e se divertir. Mas se você é um beergeek, pode querer levar um caderninho para fazer as suas anotações. As visitas guiadas geralmente são planejadas para um público leigo, e por isso tem as informações gerais de ingredientes e processo. Não tenha medo de ser chato e, se sentir vontade, faça perguntas mais detalhadas e aprofundadas e tire todas as suas dúvidas e curiosidades. Na degustação, tenha a certeza de que você vai conseguir provar o que há de mais raro da cervejaria. Também vale tietar o mestre-cervejeiro com uma foto! ;)

Não deixe de conversar com os outros visitantes e pedir dicas do que ver e fazer na cidade, e de outras atrações cervejeiras.

 5.       COMPARTILHE

 

É claro que você vai compartilhar suas fotos nas redes sociais para os seus amigos. Mas uma maneira de ajudar outros turistas cervejeiros é escrevendo reviews e suas impressões e recomendações do local em sites de viagem. Tudo o que possa ajudar o planejamento do próximo visitante. A comunidade cervejeira agradece. 

 

AVALIAÇÃO: